14.3.15

Marina Silva Nunca Disse Ser Contra Impeachment De Dilma?

Marina: "Não se troca presidente como troca de camisa", e nem carro, nem cueca...

A BLOSTA(blogosfera estatal) andou mentindo que Marina é contra impeachment.

Marina deu uma declaração de que "não troca-se de presidente como se troca de camisa", claro que a BLOSTA desesperada e desonesta dos PeTralhas distorceu e tirou proveito.
Marina não mentiu, pois, não se troca um presidente com facilidade, porém, isso não significa que não possa ser trocado e nem que ela é contra impeachment.
Não se troca de presidente como se troca de camiseta, até por que, não se troca de camisa como se troca de carro, um é mais difícil, mas quando preciso for, faz-se um esforço e troca-se de carro, ou seja, a interpretação é pessoal, e a falta de escolaridade do povo e déficit até mesmo na recente educação pública permite a BLOSTA desinformar e mentir, não apenas ela, mas o PT e Dilma tem tirado muito proveito disso, mas, o exagero acabou por derrubar a máscara desses antipatriotas e corruptos mentirosos.
O fato de ser difícil de trocar ou tirar um presidente do poder, não quer dizer que o povo não possa ver motivos suficientes para impeachment, e pode pedir, manifestar-se pedindo. Marina deve saber não ser fácil  conseguir trocar um presidente de um de partido sedento por poder, como PT, um exemplo disso é a Venezuela, realmente não é como trocar uma camisa, e assim foi na eleição.
Atualizado, Após esse artigo ter sido escrito, Marina publicou uma declaração onde dizia não achar bom o impeachment. Mas, isso não desfaz a mentira de quem espalhava isso antes dela ter realmente declarado.


Marina falou 'ruptura democrática', por isso é contra impeachment?

Não ficou claro. Outra declaração que pode ser mal interpretada, até por ser meio improvisada, fez com que Marina Silva tenha sido vítima de mentirosos que fizeram ela parecer ser contra manifestações e até contra pedidos de impeachment.

Um fato, Marina falou algo no sentido que não apoia, no momento, a intervenção militar, e na mesma declaração falou então que não concorda com "ruptura democrática", e, isso não quer dizer que quando ela falou em "ruptura democrática" que ela estivesse falando de impeachment, possivelmente não se referia ao impeachment, pois para todo democrata, não do partido, mas de convicção, uma interferência militar é uma ruptura democrática, diferente de um impeachment, pois defende que haja nova eleição ou outra pessoa eleita assuma o cargo, no caso, tanto o vice-presidente como os presidentes da câmara ou senado são democraticamente eleito, portanto, impeachment não é ruptura democrática, e a presidenta que diz isso, "efetuou uma ruptura da honestidade intelectual", mente muito, como todo brasileiro hoje sabe, e pior, em rede nacional que é pago com suor do povo, com altos impostos que são hoje insuficientes para esse governo esbanjador, que precisa de muito dinheiro, para repassar para ONGs e “movimentos sociais” ou sindicatos que pagam militantes para correr defendê-la em dia 13, como houve ontem, militantes pagos para defender os saqueadores da Petrobras.

Marina Silva nunca disse ser contra impeachment - Marina e Eduardo CamposMarina também deu a entender, não ter encontrado algo que garanta um impeachment, mas, isso não quer dizer que não exista e nem quer dizer que outras pessoas não possam ver coisas erradas que levariam ao fim do mandato de Dilma, quem conhece esse governo e já viu as costuras de acordos dele com corruptos, sabe muito bem que eles farão manobras maquiavélicas para evitar impeachment e até investigações sobre Dilma e Lula, para evitar o impeachment também, o poder do governo é muito, e o PT sabe usar, tanto que maquiaram o Brasil antes da eleição, par ganhar.

Finalizando, Marina não declarou ser contra impeachment, e mesmo que fizesse, acho que cada pessoa deve observar o modo como a presidente trata o povo, pensar pela sua cabeça e deixar de ser cordeirinho do que o governo quer.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...