12.12.14

Dilma Eerrama Lagrimas Ao Receber Relatorio De Ditadura Militar?

Dilma chorou ao receber relatório de ditadura, dizem que foi choro falso

O choro de Dilma, é de se entender, quem passa por um trauma acaba se identificando com "tragédias" de tal tipo, uma mãe que perdeu um filho num assalto poderia chorar ao ver uma notícia do tipo, um pai que perdeu filho por falta de atendimento hospitalar também poderia chorar ao ver pessoas em filas de hospitais, um filho que perdeu a mãe pela demora do SUS em tratar sua doença possivelmente também choraria ao ver outra pessoa doente.

Alguns dizem que o choro de Dilma foi falso, não, o choro de Dilma foi verdadeiro, mas, a emoção me pareceu muito mais o desabafo de quem sofreu por seus próprios atos na ditadura do que emoção por mortos e familiares, e mais, parece-me que ela fez questão de mostrar para as câmeras que chorava, olhando para os lados e se limpando com 'vigor', só faltou dizer, me filmem aqui, estou chorando, sou sensível, não me critiquem, me amem, me chamem de "Dilma valente"....

É muito bonito chorar por 500 esclarecimentos de mortes do que pelos mais de 50.000 mortos por homicídio ao ano no Brasil, onde, mais de 45 mil ficam sem punição(ao ano), ou pelo aumento de mais de 6.000 homicídios anos numa gestão petista.

Essa "Comissão da verdade", pode ter esclarecido alguns casos, mas, foi muito mais marketing petista do que trabalho sério, sempre fizeram questão de chamar a atenção, chegaram ao ponto de tentar romper a 'lei da anistia', sem mesmo se preocupar para as investigações e ao relatório final, ou seja, após o momento que fizeram essa ameaça, eles calaram quem poderia ter contado mais, amedrontaram e com isso fizeram com que pessoas não contassem tudo que sabiam, mas, isso a gente só vai saber daqui uns 4 anos, se tivermos sorte, talvez alguém venha a contar algo mais, se sentir-se seguro.
É simples, imagine que, no meio das investigações do petrolão, um delegado ou juiz diga para um delator que fez acordo, "olha, o seu acordo de delação premiada não vale mais, foi revogado", o que você acha que o delator faria? Sabendo que tudo que disser pode se voltar contra ele, iria começar a mentir, e na medida do possível, ocultar ou destruir provas. Algo assim pode ter ocorrido com a "Comissão da verdade", a vontade de vingança e ameaça, pode ter feito com que menos desaparecimentos e mortes tenham sido esclarecidas, então, esse seria um motivo para Dilma chorar, a pouca eficiência de tudo que o PT coloca as garras.

O que chamam de golpe dos militares, na época pode ter evitado um "golpe comunista", como ou parecido ao de Cuba, isso existem indícios, tanto, que também muitos que na época lutavam contra a ditadura militar tinham como intenção uma ditadura comunista, que na época era "modinha" acreditar no socialismo, que estava em testes na Rússia e outros países como Cuba, se era para ter uma ditadura ao modelo cubano, podemos dizer que o Brasil escapou de uma enrascada, um atraso, pois, milhares de mortes e execuções ocorreram naquele país, tanto que na época, foi dado o apelido de Fidel Paredon Castro ao ditador cubano, isso devido as execuções, agora, pegue os milhares de mortos pela ditadura de Cuba, e multiplique por 10 vezes, um número de mortos parecido teríamos em caso de uma ditadura similar a de Cuba, pois a nossa população é mais que 14 vezes maior que a de Cuba, assim, pode ter certeza, o número de pessoas envolvidas seria no mínimo 10 vezes maior.

Então, se Dilma gosta de chorar, ela deveria chorar pelos milhares de leitos em falta no SUS, pelas pessoas que morrem por serem mal atendidas em emergências, pelas filas de espera por especialistas, exames e tratamento no SUS, pelas crianças que ainda morrem contaminadas em lixões, pela taxa de homicídios crescente, pela enorme corrupção que mata indiretamente.

Dados sobre homicídios


No período 1980-1984 ocorriam 14,8 homicídios por 100 mil habitantes no Brasil. Este número evoluiu para 22,6 por 100 mil habitantes no período 1990-1995.
Já em 2009, de acordo com a pesquisa Indicadores de Desenvolvimento Sustentável(IDS) 2012, elaborada pelo IBGE,a média de assassinatos no Brasil foi de 27,1 por 100 mil habitante, comparado com 1995, próximo de 20% de aumento em 2009.

Alguns modos de reduzir homicídios, segundo Ipea

  • Em um horizonte de cinco anos, o efeito acumulado de um aumento de 10% na taxa de encarceramento é de uma redução na taxa de homicídios da ordem de 2%. Em 10 anos, o aumento inicial de 10% na taxa de encarceramento gera uma redução de 3,3% na taxa de homicídios.
  • Aumentar em 10% o efetivo policial(polícia militar e polícia civil) reduz a taxa de homicídios no próximo ano entre 0,8% e 3,4%.
  • Um aumento de 10% nas taxas de abandono escolar pode aumentar a taxa de homicídios em 1%.
http://www.ipea.gov.br/portal/images/stories/PDFs/TDs/td_1808.pdf



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...